Como ficam os direitos do colaborador que passa a trabalhar em Home Office

Como ficam os direitos do colaborador que passa a trabalhar em Home Office?

Os funcionários que trabalham em casa estão vivenciando uma nova realidade inimaginável. Com os avanços na tecnologia e o desenvolvimento de novos tipos de empregos tornaram isso possível.

Com isso, diversas empresas começam a perceber sobre a necessidade de investir na melhoria da qualidade de vida de seus trabalhadores de home office.

Algumas empresas distribuíram aos seus funcionários Cursos Online com Certificado da área de informática.

O que é home office?

O home office é uma forma de relação de trabalho para os funcionários trabalharem remotamente. Para isso, usa a computação para produzir com a empresa como se estivesse no escritório.

Com a modernização da rede móvel e da banda larga, a disseminação da computação em nuvem e o advento dos modernos sistemas de gerenciamento empresarial, é possível que os funcionários trabalhem em casa com pelo menos a mesma eficiência que pessoalmente.

O trabalho remoto foi inicialmente visto com ceticismo devido à necessidade de mudar a forma como as pessoas pensam sobre a direção e o comportamento do capital humano.

No entanto, a possibilidade de rastrear detalhes de atividades profissionais, como tempo de entrada no sistema, produção horária e taxa de acertos, rapidamente dissipa o mito de que as pessoas que trabalham em casa não são altamente produtivas e gerenciais.

De fato, em alguns casos, a descentralização fortaleceu a gestão dos funcionários, pois todo o monitoramento é baseado em dados e não na percepção subjetiva dos gestores.

Podemos definir que esses são alguns dos detalhes que explicam sobre o porquê do home office se tornar comum dentro das empresas.

Com ele, muitos funcionários aumentaram a sua e, consequentemente, aumentando a eficiência da liquidez corporativa.

Por que ter colaboradores em home office?

Apesar da implantação dos home offices por conta da pandemia, muitas empresas já estão operando com esse novo modelo de trabalho.

Ofereça mais flexibilidade para seus funcionários e mobilidade para sua empresa.

Não apenas com o objetivo de atrair mais profissionais talentosos, mas para promover uma cultura que seja organizacional com o novo perfil que o mercado necessita de profissional.

Diversos trabalhadores relatam sobre um melhor equilíbrio significativo entre vida profissional e pessoal durante o home office.

Outro benefício do sistema a ser considerado é a inclusão, pois permite que profissionais com alguma deficiência façam sua parte sem ter que enfrentar os problemas e desafios do deslocamento diário até a empresa.

Colaboradores em home office em ano de pandemia

A rápida disseminação do vírus se deve à fácil contaminação, ocorrendo oralmente através do ar e das gotículas presentes nele.

O home offices se tornou uma grande opção para empresas que desejam continuar os seus negócios ou parte de seus negócios por meio do trabalho remoto.

Não há necessidade de expor os funcionários a ambientes facilmente contaminados e ajudar a combater o coronavírus.

No entanto, o trabalho remoto vem sendo exigido por causa da pandemia do coronavírus.

Pela MP 927/2020, prevê direitos específicos para funcionários que trabalham de casa neste momento.

O que o trabalhador recebe no home office?

Enquanto o empregado mantiver atividade e carga horária, não há alterações salariais. Além disso, dentro do regime de home office, os empregados gozam dos mesmos direitos trabalhistas daqueles que trabalham presencialmente, como, por exemplo: FGTS, férias, décimo terceiro, bônus, assistência médica, etc.

Quanto a benefícios como vale-transporte, as empresas podem cortar benefícios porque os funcionários não precisam viajar.

Existem controvérsias e questionamentos sobre os benefícios associados à alimentação. O ideal é que sejam mantidos, mas o vale-refeição não faz parte dos salários, o que não os torna constitucionalmente protegidos, deixando espaço para reduções ou cortes.

As empresas também podem usar vale-alimentação ao invés do vale-refeição. Em caso de redução ou redução, a empresa deve notificar a modificação do contrato de home office.

Controle da jornada de trabalho em home office

Uma das maiores dúvidas sobre os direitos trabalhistas dentro do home office é o controle da jornada de trabalho. A legislação trabalhista estipula que no trabalho remoto, desde que o empregado produza e entregue as tarefas identificadas no contrato, ele pode trabalhar nos horários que entender.

No entanto, o horário de trabalho pode ser controlado pelo empregador através de aplicação e combinado com horários, desde que previamente determinados.

Além disso, os funcionários que trabalham remotamente não podem fazer horas extras.

Solicitações e procedimentos de comunicação são permitidos pela MP 927, porém, salvo disposição em acordo individual ou coletivo, não configura tempo à disposição ou preparo do trabalhador.

As férias de quem trabalha em home office

As férias são a proteção dos direitos dos trabalhadores, portanto, os trabalhadores de escritório que trabalham em casa podem decidir tirar férias de acordo com seu horário de trabalho e a empresa.

De acordo com a lei, com o consentimento do empregador e do empregado, os trabalhadores remotos podem gozar até três períodos de férias, um dos quais não inferior a 14 dias corridos e o outro não inferior a 5 dias corridos.

Entender os direitos trabalhistas do home office é fundamental para empregadores e funcionários garantirem que as regras sejam seguidas e que não prejudique nenhuma das partes na relação, por conta disso, fazer um Curso Online sobre da área dos direitos é muito importante para conquistar novos conhecimentos.

O trabalho remoto, tem sido rejeitado por várias empresas, porém ele está cada vez mais se tornando uma tendência e se tornará mais comum dentro desse novo mundo do trabalho, mesmo após a pandemia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.